segunda-feira, dezembro 04, 2006

In my life, i love you more...

Quando eu era apenas uma criança de nove, dez anos, gostava de um menino. O nome dele eu vou resguardar. Mas o apelido era o nome no diminutivo, do tipo Fulaninho. Nossa turma da rua era composta por cinco meninas e oito meninos, grande parte desses meninos era mais novo, o meu irmão, por exemplo, tinha sete anos... E ele era um dos integrantes do bando.
Para alegrar nossas noites de sábado as mães deixavam que fizéssemos festinhas americanas. Na maioria das vezes a festa acontecia na casa do Fulaninho. Eu ficava nervosa. Sabia que ele ia me tirar para dançar. Ficava sentada no canto das meninas e enquanto os pirralhinhos comiam a pipoca fria que as meninas tinham levado, os mais velhos tiravam as meninas para uma dança.
As músicas eram todas 'anos 80' quase 90. E hoje ouvindo um In My Life (The Beatles) muitas memórias vieram à tona. Imagens, cheiros, sensações. Tudo muito novo para uma menina ainda nem conhecia a vida direito, mas ao mesmo tempo ela sabia o que era. Era gostar, querer estar junto. O Fulaninho a tirava para dançar na maioria das músicas, entre elas a que ouvi hoje e tanta saudade me deu. Eu nem sabia que significado poderia ter a letra, mas sabia que era triste. Aquela melodia, o pianinho...
Ai, que saudades daquele tempo.

3 comentários:

juliana disse...

meu amor,

sabe que hoje eu percebi que a maior parte do meu "problema" está em me preocupar com o futuro e esquecer de viver o presente... é tão difícil vivermos no presente, né?!
acho que é por isso que, às vezes, dá essa nostalgia fudida na gente!!
mas... que bom que lembramos com alegria no coração!!
te amo muito

Upiara Boschi disse...

Ainázinha pequenininha... só devia ter uma tatuagemzinha...

=)

Dani disse...

aff...
concordo com a ju...
adoro ser nostalgica... com músicas, sentimentos, sensações...
é tão boooooooom!!


hahahahhah
qual seria a tatoo da ainázinha?????
=P