quarta-feira, fevereiro 21, 2007

era carnaval.

Me in the fuckin'car, na segunda-feira de folia. Minhas noites de Carnaval foram diferenciadas, uma roubada, uma delícia, uma emoção, uma luxo e uma dormindo. Escolhi apenas uma delas, que foi no sábado ir até Balneário pra dançar com o Fatboy Slim (tá, não COM ele, mas AO SOM dele). Apesar da chuva desagradável - gastei 10 dólares em uma capa de chuva que depois joguei no chão/lixo - o Norman Cook estava super inspirado e tocou até um trechinho de Madonna, além de mixagens de Grooves in The Heart e uns sambas diliças. Realmente o som estava de primeira, mas tenho que confessar que a chuva me deixou irritada.
No domingo, cinema. Assisti Babel, dirigido pelo Iñárritu e com elenco de primeira 'catigoria', que também passou pelo controle de qualidade. Três histórias distintas que se enlaçam no final. O diretor tratou o tema -solidão/miséria humana- com muita delicadeza. Engraçado como as impressões são diversas. Na sexta-feira estava indo a uma festa e parei no posto para comprar um energético. Encontrei uma amiga que voltava do cinema e havia acabado de assistir ao filme. Ela achou parado, chato... "quase dormi" Me disse para ir preparada para ficar de saco cheio. Quando estava no cinema, me debulhando em lágrimas nos momentos mais dramáticos, me questionei como alguém pode achar esse tipo de história enfadonha. Um filme que trata de temas tão verdadeiros, que hora ou outra teremos de enfrentar, se é que já não enfrentamos diariamente. Acho que as pessoas preferem viver na fantasia. Mas, que paradoxo, falando de fantasias volto aos meus dias de carnaval! Depois do filme fodas me entrego à minha caminha e ao desfile da minha predileta Verde e Rosa, Estação Primeira de Mangueira. Lindo de viver, fantasias luxuosas, alegorias idem... O enredo então, falava sobre a língua portuguesa, muito criativo. Amei a fantasia do Mestre Sala e da Porta Bandeira, me emocionei com a ala das crianças e a velha guarda. Dormi feliz por ter assistido minha escola querida.
Na segunda uma baladinha irada, que não poderia faltar. Foi no hotel da Mole, super decoração luxo e pessoas lindas. O som, então, pra ninguém botar defeito. Só fui embora cedo porque trabalhei na terça (e em todos os outros dias também). Sexta entro em férias, quem sabe mais novidades por aí!


2 comentários:

dani... a zinha disse...

aaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhh!!!!!
um luxo soh!!!!!!!
sim... o carnaval desse ano foi o q há de melhor!!!
noite de seg sem vc nao iria valer um soh fio do meu cabelo loiro!!!!!! (tô me sentindo uma bixa! hahahaha convivência eh phoda , sim com ph!, suspenda novamente as cápsulas de guarána p/ mim)


beijoklas frô!

rbe disse...

Um carnaval DIGNO!